Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

4º Mês. Fevereiro 2012

29.02.2012
Um Vaqueiro Pernambucano.
Petrolina-PE, Brasil.


28.02.2012
No pasto... do sertão!!!



27.02.2012
Uvas & Vinhos...



26.02.2012
Ballet no ar II...



25.02.2012
Ballet no ar I...



24.02.2012
lírio-vermelho

O nome científico do lírio-vermelho é: Hemerocalis Fulva.

Bot.- Lírio-vermelho é o nome popular de uma planta da fa-
mília das Hemerocalidáceas, que apesar de não ser verda-
deiramente um lírio tem este nome vulgar. É originaria do
Japão; planta herbácea que produz flores de coloração que
mescla o vermelho e o alaranjado, que crescem na ponta
de uma haste. Existem muitas variedades híbridas.

Pesquisa:
http://www.dicionarioinformal.com.br/l%C3%ADrio-vermelho/



23.02.2012
Pedido de SOCORRO!!!
Foto: Orla de Juazeiro-BA, Brasil.


22.02.2012
Besourão Mangangava.

Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Classe: Insecta
Ordem: Hymenoptera
Superfamília: Apoidea
Família: Apidae
Tribo: Bombini
Género: Bombus

De hábitos solitários, ela costuma escavar sua toca em madeiras.
Mamangaba (existem diversas variações deste nome: mamangava, mangangá, mangangaba, mangangava, mamangá, mangangá, mangava, muganga, munganga), besouro-mangangá, marimbondo-manganga, ou ainda vespa-de-rodeio no Brasil e abelhão, zangão ou abugão em Portugal. Mamangava parece ser o mais comum no Brasil. É uma designação comum dada às abelhas do género Bombus[1], de ampla distribuição no Brasil e em Portugal. Possuem abdome largo e piloso, geralmente de cor negra e amarela. Medem à volta de 3 cm de comprimento.
Estas abelhas podem ser solitárias ou, em certas épocas do ano, sociais. Quando sociais, vivem em colmeias de dez a duzentos indivíduos. São grandes, peludas e emitem um zumbido alto ao voar. São muito importantes na polinização de muitas plantas. Uma mamangaba raramente pica, a não ser que seja provocada; caso isso aconteca, a sua ferroada é muito dolorosa. Ao contrário das abelhas, uma mamangaba pode picar várias vezes.
Geralmente as mamangabas fazem ninhos forrados com pedaços de palha em bucaros em troncos de árvore ou no solo, preferentemente em barrancos, podendo também fazer ninhos debaixo do piso de casas ou nos jardins. Isso pode ser um problema pois, pela sua importância na polinização de várias plantas, é proibida sua perseguição, destruição, caça ou apanha.[carece de fontes]
A mamangaba produz mel mas em pouca quantidade e armazena-o dentro de bolsas de cera e não em favos.

Pesquisa:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Mamangaba
http://www.flickr.com/photos/37957896@N03/5192056823/



21.02.2012
Lua cheia no Velho Chico.
Juazeiro-BA, Brasil.


20.02.2012
Borboleta...
Pronta para decolar...


19.02.2012
Carnaval 2012.
Petrolina-PE, Brasil.


18.02.2012
Contraluz ...
A posante... VX 1100.


17.02.2012
Palhaço... "Alegra, Alegria!!!
Carnaval 2012 Petrolina-PE, Brasil.


16.02.2012
Carroça de Encantado.


Teatro de rua no Recife Antigo.
Recife-PE, Brasil.


15.02.2012
Sementes...


Dente de Leão (Taraxacum officinalis)
Nome Científico: Taraxacum officinalis
Familia: Compositae (Asteraceae)

Histórico e Curiosidades: Seu nome vem do grego e significado "comestível". Também
conhecido como chicória silvestre, amargosa, salada-dos-pobres, alface-de-cão entre
outros. Planta muito difundida pelo mundo afora, mas parece que sua origem é tido como do
norte da Europa. Médicos antigos já utilizavam esta erva, inclusive o próprio Avicena,
médico árabe muito famoso na época e muito importante pelos escritos que deixou. No
Brasil é encontrada em jardins, em locais onde existem condições favoráveis para sua
proliferação, como terra rica, matéria orgânica e umidade. Produz uma flor amarela muito
importante como pasto apícola, pois suas flores são muito ricas em néctar.
Botânica: Planta de pequeno porte, anual, se multiplica por sementes ou por divisão de
touceiras. Suas folhas são amargas, de bordo invaginante, um pouco latescente, e de verde
claro. Suas flores são douradas, e suas sementes possuem uma estrutura que facilita a
dispersão pelo vento. Sua raiz é pivotante. Prefere climas amenos a frio.

Pesquisa:
http://farmaciacomestetica.blogspot.com/2011/08/dente-de-leao-taraxacum-officinale-uma.html




14.02.2012
Um pato... no por do sol... no rio São Francisco... em Petrolina-PE, Brasil.



13.02.2012
Igreja Matriz Nossa Senhora dos Anjos. Petrolina-PE, Brasil.

Foi a primeira igreja de Petrolina, sua construção iniciou-se em 1858, sendo concluída em 1906 em estilo neocolonial, tem como padroeira Nossa Senhora Rainha dos Anjos, padroeira da cidade, tendo sua imagem vindo da Ilha da Madeira (Portugal) há mais de 200 anos. Situa-se no bairro, atualmente, denominado de Petrolina Antiga por ter sido a localização onde construíram as primeiras residências; ao lado encontra-se a Praça do Centenário da Cidade e a pedra principal da qual foi retirada a matéria prima para a construção da Catedral e de onde talvez tenha advindo o nome de Petrolina.




12.02.2012
Antiga Estação Ferroviária de Petrolina-PE, Brasil.



11.02.2012
Flor do faveleiro.

Favela:
Pertencente a família das Euforbiáceas (Cnidoscolus phylacanthus). Possui muitos pelos rigidos urticantes de até 1 cm, os quais em contato com a pele humana provoca irritação e alergia devido a um liquido alergico existente no interior dos pelos (espinhos). Provoca dor, irritação da pele, alergia, inchaço e a área atingida fica avermelhada.

A Favela, arvore pertencente a família das Euforbiáceas (Cnidoscolus phylacanthus), é abundante na região nordeste especificamente no sertão dos estados de Pernambuco e Bahia. Desta árvore originou-se o nome Favela nas comunidades populosas das grandes cidades e capitais do Brasil. Passou a ser popularmente conhecido em meados do ano 1.897. Com o fim da Guerra de Canudos os soldados retornavam para as suas localidades de origem e se aglomeravam na periferia das cidades formando desordenadamente as comunidades hoje conhecidas por favelas. Os solados eram apelidados de "os faveleiros". Foi assim que surgiu as primeiras “favelas” nos grandes centros populacionais do Brasil.

Pesquisa:
http://www.mandacaruja.com/2011/05/favela-faveleira-faveleiro.html



10.02.2012
Petrolina-PE, Brasil.
No sertão, na beira do rio São Francisco.


09.02.2012
Recife-PE, Brasil.
Detalhes do Recife Antigo...


08.02.2012

Pequena esperança verde...

07.02.2012
Parque da Jaqueira., Recife-PE, Brasil.

O Parque da Jaqueira se destaca pela grandiosidade das coisas. Pista de cooper de 1.000 m, ciclovia de 1.100 m, pista de bicicross de 400 m, pista de patinação de 600 m. Localizado em área nobre, diversos eventos são realizados em seu interior, que também abriga a Capela de Nossa Senhora da Conceição, em estilo barroco. Essencial para quem quer manter a forma, quem é adepto a esportes radicais. Possui ainda diversas árvores frutíferas e ornamentais, playground, área verde e vários jardins projetados pelo paisagista Carlos Belani

Endereço: Avenida Rui Barbosa
Bairro: Centro

Pesquisa:
http://www.brasilviagem.com/pontur/?CodAtr=3645



06.02.2012
O olho da ema...

NOME COMUM: Ema
NOME EM INGLÊS: Rhea
NOME EM ESPANHOL: Ñandú Grande
NOME CIENTÍFICO: Rhea americana
FILO: Chordata
CLASSE: Aves
ORDEM: Rheiformes
FAMÍLIA: Rheidae

CARACTERÍSTICAS:
Comprimento: até 2m
Envergadura: 1,50m
Peso: até 36 kg
Plumagem: cinzento e castanho
Período de incubação: 39 a 42 dias
Número de filhotes: até 15 ovos (por fêmea)
Hábito Alimentar: onívoro, diurno
Alimentação: Folhas, brotos, sementes, insetos e pequenas serpentes e animais.

Pesquisa:
http://www.saudeanimal.com.br/ema.htm



05.02.2012
A Garça... Foto: Rio São Francisco, Petrolina-PE, Brasil.
A Garça grande branca é uma ave ciconiiformes do gênero Ardea que são conhecidas por serem aves elegantes. Possuem as patas e o pescoço compridos e podem atingir cerca de um metro de altura. Seus pelos podem ser da cor branca, cinza claro ou um tom azulado. Habitam praticamente o mundo inteiro, vivendo em regiões perto de lagos, lagoas e rios. Alimentam-se de peixes e alguns pequenos vertebrados que habitam essas áreas, como lagartos, tartarugas, cobras pequenas, etc. Utilizam de seu bico longo e pontiaguado para efetuar sua caça, como se fosse uma lança afiada. Pesquisa: http://animais.culturamix.com/informacoes/aves/garca-grande-branca


04.02.2012
Beija flor tesoura.

Beija-Flor Tesoura - Eupetomena macroura

Taxonomia
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Apodiformes
Família: Trochilidae (Vigors, 1825)
Sub Família: Trochilinae (Vigors, 1825)
Espécie : E. macroura
Nome Popular : Beija-Flor-Tesoura
Distribuição:
Todo o Brasil, exceto as regiões da Amazônia. Das Guianas a Bolívia.
Características:
Um dos maiores beija-flores, podendo chegar a 19 cm de comprimento e pesar 9 gramas, caracteriza-se pela cauda profundamente bifurcada que toma quase 2/3 do tamanho total. A cabeça e o pescoço são azuis e o resto do corpo com plumagem verde escuro brilhante.
Hábitos Alimentares :
Assim como outros beija-flores alimenta-se basicamente de néctar das flores, mas também caça pequenos insetos com grande habilidade.

Pesquisa:
http://riodejaneiroambiental.blogspot.com/2009/08/eupetomena-macroura-beija-flor-tesoura_21.html



03.02.2012
Iemanjá. Foto: Rio São Francisco, Petrolina-PE, Brasil.

Iyemanjá, Yemanjá, Yemaya, Iemoja "Iemanjá" ou Yemoja, é um orixá africano, cujo nome deriva da expressão Iorubá "Yèyé omo ejá" ("Mãe cujos filhos são peixes"), identificada no jogo do merindilogun pelos odu ejibe e ossá, representado materialmente e imaterial pelo candomblé, através do assentamento sagrado denominado igba yemanja.

No Brasil, a orixá goza de grande popularidade entre os seguidores de religiões afro-brasileiras, e até por membros de religiões distintas.
Em Salvador, ocorre anualmente, no dia 2 de fevereiro, a maior festa do país em homenagem à "Rainha do Mar". A celebração envolve milhares de pessoas que, trajadas de branco, saem em procissão até ao templo-mor, localizado próximo à foz do rio Vermelho, onde depositam variedades de oferendas, tais como espelhos, bijuterias, comidas, perfumes e toda sorte de agrados.
Outra festa importante dedicada a Iemanjá ocorre durante a passagem de ano no Rio de Janeiro. Milhares de pessoas comparecem e depositam no mar oferendas para a divindade. A celebração também inclui o tradicional "Banho de pipoca" e as sete ondas que os fiéis, ou até mesmo seguidores de outras religiões, pulam como forma de pedir sorte à Orixá.
Na Umbanda, é considerada a divindade do mar, além de ser a deusa padroeira dos náufragos, mãe de todas as cabeças humanas.

"Iemanjá, rainha do mar, é também conhecida por dona Janaína, Inaê, Princesa de Aiocá e Maria, no paralelismo com a religião católica. Aiocá é o reino das terras misteriosas da felicidade e da liberdade, imagem das terras natais da África, saudades dos dias livres na floresta"

— Jorge Amado
Além da grande diversidade de nomes africanos pelos quais Iemanjá é conhecida, a forma portuguesa Janaína também é utilizada, embora em raras ocasiões. A alcunha, criada durante a escravidão, foi a maneira mais branda de "sincretismo" encontrada pelos negros para a perpetuação de seus cultos tradicionais sem a intervenção de seus senhores, que consideravam inadimissíveis tais "manifestações pagãs" em suas propriedades.[2] Embora tal invocação tenha caído em desuso, várias composições de autoria popular foram realizadas de forma a saudar a "Janaína do Mar" e como canções litúrgicas.
Pela primeira vez em dois de Fevereiro de 2010 uma escultura de uma sereia negra, criada pelo artista plástico Washington Santana, foi escolhida para representação de Iemanjá no grande e tradicional presente da festa do Rio Vermelho, Salvador, Bahia em homenagem à Àfrica e a religião afrodescendente.


Pesquisa:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Iemanj%C3%A1




02.02.2012
Lagartixa... Olá !!!

Nome científico: Tropidurus torquatus.
Reino: Animais.
Classe: Répteis.
Ordem: Escamados.
Família: Lacertílios (Lagartos).
Tamanho: 30 a 40cm.
Habitat: Caatingas e outros.
Distribuição Geográfica: Nordeste e boa parte do Brasil.
Alimentação: Insetívoro e pequenos vertebrados.



01.02.2012

Por do sol...
Ilha de Itaparica-BA, Brasil.

Nenhum comentário: